CÂMARA DE CURIMATÁ PARTICIPA DO XXII SEMINÁRIO DE CONTROLADORES SOCIAIS DO TCE\PI

por Gilson Pereira da Silva publicado 15/09/2015 23h40, última modificação 17/09/2015 14h08
O Tribunal de Contas do Estado do Piauí – TCE/PI, realizou o XXII Seminário de Formação de Controladores Sociais e Ouvidoria Itinerante, no auditório do Instituto Federal do Piauí, no Município de Corrente, nos dias 10, 11 e 12 deste mês.

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí – TCE/PI, realizou o XXII Seminário de Formação de Controladores Sociais e Ouvidoria Itinerante, no auditório do Instituto Federal do Piauí, no Município de Corrente, nos dias 10, 11 e 12 deste mês.

Mais de 400 pessoas marcaram presença no primeiro dia de Seminário com o intuito de aumentarem seu conhecimento sobre controle social e a participação popular na fiscalização dos recursos públicos.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, Luciano Nunes, demonstrou a sua satisfação em retornar com o Seminário à Corrente após quatro anos do primeiro evento no município. “É uma felicidade ver a evolução da cidade nos últimos anos, voltamos aqui para debater e dar uma dimensão do papel do cidadão na construção de uma sociedade melhor. Política é missão e não um negócio”, destacou.

O evento foi de extrema relevância, uma vez que o Tribunal se propôs a tirar seus técnicos e conselheiros dos seus gabinetes e levá-los ao encontro dos gestores, controladores, vereadores, conselhos representativos, etc...

A Câmara Municipal de Curimatá, foi representada por seu Presidente (Benedito Vogado Guerra), seu Controlador Interno (Gilson Pereira da Silva) e pelos vereadores Cléderson Nunes Barreto e Raimundo Nonato Bezerra.

O diretor da Diretoria de Fiscalização da Administração Municipal – DFAM, Vilmar Barros proferiu a palestra sobre as “Principais Falhas nas Prestações de Contas”. Para encerrar o primeiro dia de evento, o assessor jurídico do TCE, Alex Sertão, proferiu a palestra “Regime Próprio de Previdência”. O servidor Francisco das Chagas estava atento às explicações sobre RPPS. “É um assunto que provoca várias dúvidas devido ao número de leis sobre o caso e seus detalhes, com a palestra pudemos ampliar nosso conhecimento sobre aposentadoria”. 

Foram três dias de aprendizado onde podemos elogiar, criticar, debater e tirar dúvidas em relação à prestação de contas dos recursos públicos, além, de participar de minicursos com certificados emitidos pelo próprio Tribunal.